Você tem carisma? Saiba como desenvolver!

Algumas atitudes podem ajudar a desenvolver o carisma e assim gerar melhores resultados

Pense em alguém que lhe seja carismático e tente desvendar qual é o magnetismo que pessoas assim possuem e as faz capazes de atrair sempre as melhores impressões e gerar empatia a quem interage com elas. Agora tente definir carisma, uma característica cada vez mais valorizada nas relações corporativas, tanto no trato com colegas de trabalho como com clientes.

A palavra carisma tem raízes no grego “khárisma” e no latim “charísma” e significa graça, benefício, fascinação. Boa parte dos grandes líderes na história da humanidade fascinaram seus públicos justamente porque exerceram magnetismo e uma capacidade diferenciada de despertar a atenção alheia. Isso é carisma, que transportado para o mercado de trabalho significa criar um impacto positivo junto ao time. Um profissional carismático influencia seus colaboradores e favorece a alta performance.

É possível treinar maneiras de ser mais carismático e aliar essa atividade na construção do seu marketing pessoal, ou seja, na forma como você se posiciona no mundo. James Hunter fez sucesso mundial com o livro “O Monge e o Executivo”, ao nos mostrar a importância de um líder servir, acolher, cuidar. Diferentemente da postura autoritária, essa forma de liderança confere importância (mais do que poder) ao líder, que passa a ser visto como alguém com quem naturalmente queremos estar.

Para Hunter, o exercício da liderança significa tomar decisões pessoais e aplicar princípios junto à equipe e isso difere tal função da gerência. Nem todo gerente é um líder, mas todo líder é por excelência um gerente (gestor) de pessoas.

O líder influencia os outros, gera sinergia, fomenta parcerias assentadas em ganha-ganha e companheirismo entre os membros de seu time. Seu foco vai além dos resultados imediatos e ele tem visão de longo prazo.

Seguem algumas atitudes que contribuem na construção do ser carismático:

  • Estar presente. Estar envolvido em uma conversa, em uma reunião, nas discussões em equipe, mostrar interesse em participar, se mostrar disposto a todos os assuntos ali colocados. Isso faz toda a diferença, pois a equipe sente que pode contar com você e que você se importa. Tendemos a nos importar com quem se importa conosco;
  • Saber ouvir e respeitar. Enquanto o outro fala, não se deve interromper e, mesmo que sua opinião seja diferente, ouça atentamente toda a explanação, busque entendê-la e só depois ofereça uma contrapartida de forma positiva (“Eu entendo o seu ponto de vista, faz sentido. Agora, deixe-me colocar um outro ângulo sobre esta questão”). Olhe nos olhos, mostre-se sintonizado. Evite expressões adversativas como o “Mas”, “Não”. Prefira utilizar-se de “Entendo seu ponto de vista, e eu tenho um aspecto relevante a ser considerado”. O “mas” desqualifica diretamente o interlocutor e deve ser usado com cuidado.
  • Validar a equipe e demonstrar reconhecimento. Nem sempre é óbvio para o outro que você notou seu esforço. Mostrar isso abertamente gera um espírito de união e tanto o outro que foi elogiado, como os demais membros da equipe, sentem que são percebidos. Isso aumenta a motivação. Elogios valem mais do que dinheiro, segundo diversos estudos.
  • Celebrar acertos com generosidade e ser modesto ao mostrar os erros. Todos queremos montar e manter um time de alta performance. O combustível para isso é o afeto. E toda relação é afetiva, pois afetamos uns aos outros diariamente por meio de nossas ações. A questão é: como afetar? Mostre abertamente os acertos de seus colaboradores e, de forma particular, comente sobre as situações que denotaram erros. Ao ofender um colega, se machuca toda a equipe, que assim, tende a rebaixar sua motivação e se inibe para inovar. Fica mais difícil arriscar, quando se pode sofrer represálias a qualquer momento.
  • O verdadeiro líder deve despertar não apenas respeito, mas uma admiração pela pessoa que é, pelo brilho e dedicação com que realiza atividades complexas e também pelo modo como vive as situações simples do cotidiano: como se interessa pelo bem-estar de seus semelhantes, como cumprimenta as pessoas no elevador, como olha para os trabalhos que lhe são entregues, como atende sua esposa ao telefone. As pessoas percebem tudo isso e nos avaliam também pelo modo como nos percebem no cotidiano. Isso se chama coerência: um dos maiores aliados de um bom líder.
  • Palavras simples como obrigado, por favor, parabéns, desculpe, com licença… são tão importantes quanto a alta qualificação, pois elas geram boas impressões e são ótimos exemplos de como afetar o Time. Todos queremos estar perto de uma pessoa assim, que nos alimenta com sua presença.
  • O líder é um educador, que sabe nos apontar como crescer e mostrar caminhos para aprendermos. Há pesquisas que indicam que as pessoas admiram mais os líderes que lhes validam diante do acerto e também lhes mostram o que erraram e como melhorar sua performance. Indicar um bom livro, mostrar uma técnica inovadora, um jeito mais simples de se realizar uma atividade, compartilhar experiências positivas e mesmo comentar sobre suas próprias lições, tudo isso aproxima, humaniza e fortalece o vínculo.

Diante de uma pessoa carismática nos sentimos vitalizados, animados e fortalecidos. São pessoas que têm um brilho no olho especial que nos contagia. Esta pessoa contagia e não contamina por onde passa. E você, que marcas tem deixado para as pessoas e empresas com as quais se relaciona?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s